follow me on Twitter

Post Aleatório

A Carregar...
Gadget by The Blog Doctor.

31.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (254) - Fazedores de Letras - Magazine


Fazedores de Letras

Jornal da Associação de Estudantes da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa

Mensal
Ano VII
Fevereiro de 1999
Nº 25

32 páginas A4 (A3 dobrado e agrafado) a preto e branco e com papel pesado.
Fotocopiado mas de aspecto cuidado...

Inclui suplemento musical Subcave - 8 páginas centrais, de onde foi extraído o texto abaixo.



Ficha Técnica
Direcção:
Anick Ribeiro
Francisco Amaral Frazão
Omar Dutra
Pedro Barros
Direcção de Internet:
Luís Pedro Fernandes
Grupo de Trabalho:
Ana Dupont
Ana Sofia Bacalhau
Claúdia Neves
Dália Barreto Lopes
Inês Fernandes
João Carlos das Neves Figueiredo
Luís António Coelho
Mariana Vieira
Mário Gomes
Sílvia Prazeres
Solange Cosme
Escrevem:
Artur Marcos
Eduard Fão
Francisco Frazão
José fer
Jota
Luís Pedro Fernandes
Maria João Soromenho
Patrícia Espinha
Ricardo Faria
Rui Pedro Saraiva
Susana A. R. Alves
Zé Maria

Tiragem:
5000 exemplares

Custo total do número – 372.500$00
Percentagem suportada por patrocínios e subsídios: 59,7%


Distribuição Gratuita



Hertzoskópio
Em estreia

HERTZOSKÓPIO é o nome do espaço que irá procurar, no Subcave, retractar objectivamente o horizonte da música electrónica contemporânea (erudita e não erudita).
Todos os meses serão seleccionados pelo HERTZOSKÓPIO, um ou mais trabalhos, que pelo seu conteúdo, unicidade e originalidade merecem uma análise cuidada e descritiva, visto representarem algo de incontornável dentro da facção musical em que se inserem. Serão igualmente focados neste espaço trabalhos de edição recente.
As abordagens realizadas pelo HERTZOSKÓPIO pretenderão abranger diversos motivos dentro da música electrónica, sendo exemplo disso a seguinte descrição de géneros, ou “subgéneros”, que irão, certamente, figurar em números próximos: Trip-Hop, Drum & Bass, Pós-Rock, Dub, electro-acústico contemporâneo, electrónica experimental, etc...
Neste primeiro HERTZOSKÓPIO as selecções escolhidas têm por objectivo estimular os ouvintes para as composições electrónicas criadas pelos OVAL, com o álbum 94diskont e por David Tudor, com a peça musical Rainforest Parts ! & IV.
O primeiro registo a destacar, 94diskont, foi editado em 1995 pela mille plateaux, tendo sido composto na Alemanha (Colónia) por Markus Popp, Sebastian Oschatz e Frank Metzger.
OVAL é o nome que descreve o carácter musical deste (ex)trio alemão que, através do tratamento electrónico de vários “samples”, isto é, de várias amostras de sons, consegue criar paisagens, ambientes e cenários idílicos, carregados de uma simbologia subjectiva e mística. A desconstrução do som e a sua transmutação e saturação constituem os métodos com os quais, os OVAL criam os seus sons, métodos estes que têm, essencialmente, por instrumentos o sampler e o computador (com o software adequado).
94diskont apresenta-se como sendo um convite a uma profunda e especulativa viagem pela existência. O seu primeiro tema, do while assim o sugere. Durante 24 minutos e 4 segundos temos a hipótese de apreciar uma estranha viagem por uma paisagem rica em cores e movimento, sendo particularmente interessanate entender que a complexidade da evolução melódica, ao longo do tema, é o resultado do tratamento diverso de um mesmo “sample” ou “loop” melódico. As delícias do stereo balance, evidentes com o constante despertar e aflorar de pratos metálicos electronicamente tratados ao longo de toda a faixa, serão mais perceptíveis se se proceder a uma audição relaxada e com auscultadores, o mesmo se recomendará para uma melhor audição das opacas, vaporentas e disformes ressonâncias presentes em do while.
Os restantes quatro temas, a saber store check, line extension, cross selling e do while (short version), completam adequadamente o itinerário desta turbulenta viagem. Sem dúvida que 94diskont é um pequeno grande disco (dura apenas 42 minutos e 10 segundos).
Rainforest é uma peça musical que foi originalmente criada por David Tudor em 1968 em chocorua, New Hampshire. Esta peça realizada pela primeira vez num celeiro da localidade acima referida, consistia num amplo espaço onde estariam estrategicamente dispostos e suspensos ao nível do ouvido da altura média de um adulto, vários objectos como: bidões, grelhas metálicas, madeiras várias, etc... com a particularidade de todos esses objectos estarem munidos de microfones de contacto, o que permitia a Tudor captar as vibrações protagonizadas pelo movimento no perímetro total da sala onde pessoas se movimentavam e interagiam directamente com os objectos. Ao captar as vibrações verificadas pelos objectos suspensos, através dos microfones, mesas misturadoras e de equipamento electrónico diverso, David Tudor, trabalha-as e reenvia-as para o ar criando assim um ambiente electro-acústico rico biodiversidade sonora.
Esta peça criada em 1968, foi destinada a um bailado coreografado por Merce Cunningham, tendo sido interpretada bastantes vezes pelo mundo inteiro, por David Tudor e Takehisa Kosugi. A duração da peça é de 21 minutos e 47 segundos e é a primeira faixa do cd aqui analisado.
Rainforest existe em 4 versões ou partes distintas: a primeira é a que acima referi; da segunda não existem gravações, e a terceira consistia numa actuação simultânea de David Tudor, The Merce Cunningham Dance Company e John Cage a cantar um tema de nome Mureau (um texto adaptado, por Cage, de uma imensidão de escritos da autoria de Henry David Thoreau). A quarta versão foi o resultado de um grupo de compositores nascido de um “workshop” realizado em 1973 (John Driscoll, Phil Eldstein, Bill Viola, Andre Zravic e Michael Quigly) que teve lugar no mesmo celeiro onde em 1968 teria sido criada a 1ª versão de Rainforest. Esta 4ª versão de Rainforest tem uma duração bastante extensa (aprox. 52 minutos), mas representa de uma forma diferente e inventiva a peça original de David Tudor. A descrição mais fiel a este trabalho é a que se pode ler no folheto do cd: “... it is a timeless sonic environment, full of rich textures, offering the listener an infinite variety of aural densities and spacial effects.”.
João Pinto

Discografia dos OVAL
Wohnton / Ata Tak 1993
Systemish / mille plateaux 1994
94diskont / mille plateaux 1995
Dok / thrill Jockey 1997
Distribuição Ananana

Discografia de David Tudor
Rainforest Parts I e IV / Mode records 1998
Neural Synthesis nos. 6-9 / Lovely Music 1995






28.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (253) - Flirt - Magazine


Flirt

Magazine

Flirt
Nº 7
Fevereiro de 1999
34 páginas A4 em papel cartonado a preto e branco matizado (cinzentos...)



Revista tipo Time Out de apresentação e divulgação de eventos
Conteúdo:
Roteiro Mensal de Espectáculos: Cinema, Música
Paisagens Urbanas
Artes Visuais
Salas de Espectáculo
Cidades: Coimbra
Livros e Conferências
Discos
Media e etc.
Bagagem para o próximo milénio

Worst of...

Discos

To Rococo Rot + D, TRRD, CD Soul Static 98
O ruído de superfície que permeia todo o disco representa uma mais-valia em termos de conforto. A audição oferece-se antiga numa simulação nostálgica de acontecimentos que nenhum de nós viveu – nada de palpável, mas o som define épocas próprias, locais próprios. Electrónica para o lar, quando o clima exige uma situação quente. Sem cocktails, «TRRD» desperta contudo o animal ocioso que todos albergamos.
José António Moura

Experimental Audio Research, Data Rape, CD Space Age, 1998
Ex-Spacemen 3, futuro engenheiro do Cosmos, Sonic Boom (E.A.R.) violou os circuitos internos de oito brinquedos «Speak & Spell» da Texas Instruments (1970’s) e reordenou as suas coordenadas electrónicas. Isto são os factos, mas o ruído resultante é puramente dirigido aos amantes de ficção. Criem as vossas histórias.
José António Moura.

Quando A K7 É Palavra
Na era digital, que valor o do vinil e a k7? Sendo ambos suportes, os veículos de divulgação por excelência de um vasto número de artistas underground, apesar dos avanços tecnológicos, muita!
É neste circuito que se lançam variadas sementes, imbuídas do espírito do-it-yourself. Se esse campo conduz a uma excessiva oferta (não em Portugal), por outro permite-se bem seleccionado espreitar o futuro. Uma previsão parcial é possível na escuta das “Mix Tapes” (K7) de Kronic, Dj Lexo, Chico (colectivo Raska), Dj Assassin ou Bomber Jack (também em CD).
Os “sets” (quase todos live) e a atitude dos artistas revelam que o hip hop nacional, de forte circuito de rua, paralelo a outras produções, está vivo e de boa saúde. Para crentes do “hip hop is a way of life”, perspicaz senhores da indústria ou quem goste de hip hop, recomenda-se. O puzzle completa-se...
Para quando Mix Tapes de outros sons?
Chico, thank you for the tapes.
Nuno Rosa





27.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (252) - Mundo da Canção - Catálogos


Mundo da Canção

Catálogos

Março de 1997
24 páginas A4 (A3 dobrado e agrafado) de papel fino amarelo, tipo "páginas amarelas" - boa qualidade de impressão.
+
Notícias mc Nº 10 - Março de 1997
16 páginas A4 (A3 dobrado e agrafado) de papel fino amarelo, tipo "páginas amarelas" - boa qualidade de impressão.
+
Notícias mc Nº 13 - Outubro de 1997
8 páginas A4 (A3 dobrado e agrafado) de papel fino amarelo, tipo "páginas amarelas" - boa qualidade de impressão.
+
Notícias mc Nº 14/15 - Nov/Dez de 1997
16 páginas A4 (A3 dobrado e agrafado) de papel fino amarelo, tipo "páginas amarelas" - boa qualidade de impressão.
+
Novidade mc - Especial
2 páginas A4 (A3 dobrado e agrafado) de papel fino branco, tipo "páginas amarelas" - boa qualidade de impressão.














26.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (251) - Mundo da Canção - Catálogos


Mundo da Canção

Catálogos

Junho de 1998
16 páginas A4 (A3 dobrado e agrafado) de papel fino amarelo, tipo "páginas amarelas" - boa qualidade de impressão. + sobrecapa a papel igual mas branco - 4 páginas - com anúncios de campanhas / promoções.








25.10.16

Recordações (29) - Concertos - Pop Dell'Arte + Muad Dib Off Distortion


Pop Dell'Arte
+
Muad Dib Off Distortion (1ª parte) - grupo liderado por Jorge Ferraz dos antigos Santa Maria Gasolina em Teu Ventre

Concerto

17 de Abril de 1999
Forum Lisboa - Avenida de Roma - Antigo Cinema Roma

2 concertos dos Pop Dell'Arte em 2 dias seguidos no mesmo local, com primeiras partes diferentes.
Fui ver o de 17 de Abril de 1999.
Lá vi/estava o saudoso António Sérgio mais a sua mulher, Ana Cristina Ferrão.






Jorge Ferraz é um músico que, desde 1983, tem vindo a trilhar um caminho muito interessante na música portuguesa de cariz urbano. Lisboeta, é guitarrista por devoção e vocalista, teclista, experimentador e programador por opção. Foi fundador e líder de inúmeros projectos cujos nomes sempre se distinguiram pelo arrojo e imaginação: Ezra Pound e A Loucura (1983-1985), Bye-Bye Lolita Girl (1985-1986), Santa Maria, Gasolina Em Teu Ventre! (1987-1991), God Speed My Aeroplane (1991-1993), God Spirou (1993-1995), Spirou, A Terra e as Serpentes (1995-1997), Muad'Dib Off Distortion (1997-1999), Muad'Dib & The Jinin Orchestra (1999-2002) ou Fatimah X (2003-2005). Foi também um dos fundadores dos João Peste & o AcidoxiBordel (1990-1991) e produtor de temas dos Pop dell'Arte e The Great Lesbian Show. Actualmente mantém-se activo em nome próprio e toca ao vivo sob a designação Jorge Ferraz Trio.




24.10.16

Recordações (28) - Concertos - Steve Reich


Steve Reich and Musicians

Concerto

Centro Cultural de Belém
Grande Auditório
Dias 26 e 27 de Setembro de 1997

Acho que só fui no dia 26.
O concerto era diferente nos dois dias (ver abaixo o programa)

Programa com capa cartonada e interiores de papel de peso normal, tudo em papel brilhante.
16 páginas, contendo:
. Apresentação dos músicos participantes
. Programa (música a tocar em cada um dos dias)
. Histórico de cada uma das peças a apresentar, pelo próprio Steve Reich
. Resumo da biografia de Steve Reich
. Pequena apresentação biográfica dos músicos envolvidos.











23.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (250) - Mundo da Canção - Catálogos


Mundo da Canção

Catálogos

Abril de 1998
16 páginas A4 (A3 dobrado e agrafado) de papel fino amarelo, tipo "páginas amarelas" - boa qualidade de impressão.









22.10.16

Descoberta bandcamp da semana - 17.10.2016 a 21.10.2016 - The House In The Woods / Pye Corner Audio


Aqui fica mais uma faceta do prolífico e genial Pye Corner Audio / The Head Technician / The House In The Woods / ...

Aqui é o novo heterónimo, The House In The Woods que surge, com o seu primeiro trabalho, apenas em formato digital, dando indicações de ser a personagem mais bucólica, droniana e ambiental a prevalecer, mas com a mestria de sempre. Aguardemos os desenvolvimentos.






Recordações (28) - Concertos - Wim Mertens


Wim Mertens

Concerto
21.07.1989 - 22h00
Teatro S. Luiz
Organização: Contraverso - Loja de Discos - Bairro Alto

Mais um folheto / Programa + biografia e discografia de um artista/concerto que fui ver.
Este foi um concerto com o Wim Mertens a solo, apenas com o seu piano.
Tenho memórias contraditórias: agradável / seca, por ser só o piano quando o admirava sobretudo pelo seu trabalho, e obra-prima, "Maximizing The Audience"











21.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (249) - Death In June / NER - Catálogos


Death In June / NER
mail order catalogue + Winter 93/94 to Winter 94/95 editions + Death In June Offical Discography (até finais de 1994)
Front cover design by Michael Cashmore (4 páginas A4 de cartolina vermelha escura - A3 dobrado)

+

insert com:
Death In June / NER mail order (lista)
Death In June Offical Discography (até finais de 1996)
2 páginas papel A4 normal - letras a vermelho vivo.















20.10.16

Recordações (27) - Death In June - Poster


Death In June

Poster - But, What Ends When The Symbols Shatter - BAD VC 36 LP-CD

Formato A3

Acho que veio com a própria encomenda (direct mail order) do CD.









19.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (248) - Mundo da Canção - Catálogos


Mundo da Canção

Catálogos

Março de 1999
16 páginas A4 (A3 dobrado e agrafado) de papel fino amarelo, tipo "páginas amarelas" - boa qualidade de impressão
+
Folheto de apresentação / programa do 10º Festival Intercéltico












18.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (247) - Dansa Do Som - Catálogos


Dansa do Som

Catálogos

Catálogo Completo - Março de 1990 - 16 páginas a p/b
+ Lista Suplementar - Maio de 1990 - 4 páginas a vermelho
+ 2 folhas com as edições Dansa Do Som - 2 folhas a roxo
Capa papel cartonado brilhante e restante de papel fino brilhante, dentro dessa capa.

Aproximadamente 5.000 títulos




















17.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (246) - Rotor - Catálogos


Rotor
Alternative Music Network

Catálogos

Catálogo - Outubro de 1990

10 páginas A4 (6 interiores = fotocópias normais). Primeira e última folha papel mais pesado e castanho - papel pardo -.






15.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (245) - Línea Alternativa - Catálogos


Línea Alternativa

Catálogos

Catálogo Geral - 1992

12 páginas A5 (caderno A4 dobrado e agrafado). Papel fotocópia normal 80gr..








14.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (244) - Mundo da Canção - Catálogos


Mundo da Canção

Catálogos

Catálogo Geral - 1998

48 páginas A4 (caderno A3 dobrado e agrafado). Papel fino tipo "páginas amarelas".








12.10.16

Recordações (26) - Concerto Maria João Pires e Burhan Oçal


Concerto Maria João Pires e Burhan Oçal
Coliseu dos Recreios
31.03.(199???)

Concerto a que assisti, este de forma gratuita, uma vez que, sendo patrocinado pela Renault Portuguesa e trabalhando eu na fábrica de Setúbal desta empresa, na altura, foram entregues convites a todos os trabalhadores.
Lembro-me que gostei bastante do Burhan Oçal, que não conhecia, sobretudo das suas percussões com vidros e água... exótico e belo.
Da Maria João Pires acho que achei secante, mas era jovem insensível :-)












11.10.16

Recordações (25) - Concertos no âmbito da EXPO 98


EXPO 98
Concertos no âmbito da EXPO 98
Armazéns Abel Pereira da Fonseca

No âmbito da Expo 98 foram realizados algumas sessões de concertos de música alternativa, electrónica, improvisação, avant-rock, etc., nos Armazéns Abel Pereira da Fonseca (antiga companhia vinícola), ali para os lados de Chelas.
Lembro-me de ter lá ido assistir a alguns concertos mas, sinceramente, não me lembro se foram (alguns d) estes. Talvez tenha havido mais e os papéis respectivos ainda estejam no baú prontos a serem desenterrados :-)

Como "curiosidade" extra, alguns dos textos foram escritos pelo grande e malogrado crítico Fernando Magalhães, conforme se comprova através de um dos dois folhetos apresentados neste post.
Mesmo quanto à outra data (outro folheto) é possível que tenha sido o FM a escrever os textos, uma vez que o tipo de música vanguardista se enquadrava na sua área de especialização - nesse folheto não vem registada a autoria dos textos... que aqui ficam.

Folheto / Sessão 1 - 01.08.1998 - 22h30
Sacred System
Bill Laswell

frente


verso



Folheto / Sessão 2 - 08.08.1998 - 22h30
Experimental Night
Oval
Marc Ribot
Ikue Mori
Eyvind Kang
Anthony Coleman
Carlos Zíngaro

frente



verso









10.10.16

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (243) - Dansa Do Som - Catálogos


Dansa do Som

Catálogos

2º Catálogo Outono / 86
Catálogo Completo
Capa papel cartonado brilhante e 8 páginas de catálogo de papel fino brilhante, dentro dessa capa.




Catálogo Completo - Maio / 88
14 páginas papel a cores e de boa qualidade, com algum brilho.



Catálogo de 20/11/87
14 páginas papel A4 normal, amarelo



Catálogo 15 e 16/07/2016
8 páginas - papel normal A4, cinzento.



Oportunidades / Saldos
4 páginas / folhas, a cores, papel boa qualidade, um pouco brilhante



Catálogo de 07/05/87
4 folhas A5 de papel normal, amarelo



Catálogo de 6 páginas - data=???
Papel A4 normal, azul claro



Panfleto de ùltima hora do Catálogo Completo Nº 2 do Outono de 1986







Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...