follow me on Twitter

Post Aleatório

A Carregar...
Gadget by The Blog Doctor.

24.4.15

Livros sobre música que vale a pena ler (e que eu tenho, lol) - Cromo #53: Edgar Raposo e Luís Futre - "Portugal Eléctrico!" - Contracultura Rock 1955 - 1982


Autor: Edgar Raposo e Luís Futre
título: "Portugal Eléctrico!" - Contracultura Rock 1955 - 1982
editora: Groovie Records
nº de páginas: 162
isbn: 989-20-4344
data: 2013



Introdução por Paulo Furtado e Daniel Bacelar
Afonso Cortez:
(Textos biográficos 1955 a 1967)
João Carlos Callixto:
(Introdução aos capítulos e biografias de 1970 a 1975)
Luís Piedade:
(Textos e biografias - Punk em Portugal)

O Rock Português sempre foi um mistério para nós, que crescemos na década de 80 e 90. Sempre pensámos que o Rui Veloso fosse o pai do rock nacional e que para trás não existia nada. A indústria discográfica e os media da altura vendiam, e ainda hoje o fazem, o "Boom do rock português" como o nascimento do rock em Portugal ou como sendo a época de mais relevância nessa matéria. Nada poderia ser mais incorrecto e negligente com a nossa história e cultura musical. Incorrectos mais de 50 anos.
Os últimos anos foram de algum desafio e ao mesmo tempo uma descoberta de algo novo para nós: o rock 'n' roll dos 50's, a música surf, o beat, o garage e o psicadelismo feito em Portugal, por portugueses. Em simultâneo com o que estava a acontecer lá fora. Fizemos amigos, inimigos, corremos o país, visitámos caves empoeiradas, feiras de velharias e sótãos cheios de "tralha" em busca daquela foto, revista, disco...
Todas essas descobertas são aqui partilhadas neste livro.
Fizemos um levantamento exaustivo do Pop Rock feito em Portugal, a partir das nossas colecções pessoais e de acervos de músicos e curiosos que viveram as épocas em questão e ainda dos maiores coleccionadores de registos fonográficos do nosso país.
O conteúdo aqui apresentado é uma ínfima parte desse material recolhido ao longo de quase 7 anos. Obviamente teve de ser feita uma selecção, pois é sempre complicado separar e escolher um determinado disco, foto ou outro material para ser incluído.
Right-click here to download pictures. To help protect your privacy, Outlook prevented automatic download of this picture from the Internet.
Claro, haverá sempre quem diga "falta isto, ou aquilo", outros dirão "eu teria colocado aquela foto ou aquele disco". Pois falta, falta muita coisa, mas é isso o interessante de fazer este trabalho de pesquisa e recolha, saber que teremos sempre algo novo a descobrir e a aprender.
Este livro obedece a um critério bastante pessoal dos autores, era esse o objectivo.
E assim muita coisa ficou de fora, outras por encontrar e descobrir, mas teremos outras oportunidades para incluir tudo isso numa outra edição, aumentada, segundo volume, quem sabe?
Os autores

Depois de "A Arte Eléctrica de Ser Português", o histórico livro de António Duarte editado em 1984 e há muito esgotado, este "Portugal Eléctrico" que a Groovie Records agora nos apresenta é o mais significativo documento para a compreensão da memória rock do nosso país. Os textos, os artefactos fotográficos e as capas de discos constituem um acervo crucial para a iluminação de uma época que até há pouco vivia na sombra de factos mais recentes e tornam um pouco menos secreta uma história de que ainda hoje sentimos os electrificados efeitos.
Rui Miguel Abreu, Blitz

Taking in the celebrated and the forgotten, Portugal Eléctrico is a thoroughly engaging rock'n'roll page-turner housing a delightful cornucopia of record cover images and other ephemera from homegrown Portuguese talent. As an added bonus it also shares a truly intoxicating picture library of some of the nation's rarest releases by international groups; and for whom still many worldwide collectors salivate over for even just a glimpse.
Lenny Helsing, Shindig / Ugly Things





Sem comentários:

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...