follow me on Twitter

Post Aleatório

A Carregar...
Gadget by The Blog Doctor.

18.4.15

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (57) - Music From The Empty Quarter - Nº 5 - Maio de 1992


Music From The Empty Quarter
Nº 5 - Maio de 1992
£1.50
84 páginas A5 a p/b, sendo capa e contracapa em papel brilhante grosso
ISSN 0964-542X



In The Nursery

Sensorium by Robert H. King








A informação que se segue foi obtida através de conversas telefónicas e mensagens de fax trocadas na parte final da sua digressão Europeia, além de dados obtidos dos nosso arquivos. Toda a correspondência foi trocada com Klive Humberstone.
A força da música dos In The Nursery reside num fundo musical composto de percussão. Batidas de tambores militares e penetrantes nos tímpanos permanecem bem visíveis/audíveis banhadas e arranjos baseados na música clássica, por violoncelo, violino, piano, órgão e metais. Os resultados são fantásticas paisagens sonoras que nos conseguem, em simultâneo, inspirar e intimidar.
Desde o seu início que a aplicação e efeitos de percussão formaram uma matéria inata ao grupo. A história revela-nos que os irmãos gémeos Klive e Nigel Humberstone e a sua acompanhante Ant Bennet sempre usaram três tambores militares na criação dos seus primeiros trabalhos discográficos When Cherished Dreams Come True, um mini-ábum de seis faixas e o single Witness, ambos editados através da editora Paragon, em 18«983. O álbum vinha acompanhado de um vídeo de forma a expressar melhor o engrandecimento da visão dos ITN. Serigrafando todas as capas (gatefold) desdobráveis de forma manufacturada, também marcaram um precedente de qualidade e originalidade no seu trabalho. A sua música teria de se esforçar ao máximo para se tornar um standard e também crescer cada vez mais.
"A cena musical em Sheffield nessa época era muito prolífica. Havia um entusiasmo saudável por música ao vivo e, consequentemente, havia um grande número de salas de espectáculo. Suponho que a etiqueta "Industrial" descreve de forma mais adequada o período da nossa formação, apesar de a nossa música de então ser principalmente influenciada por gente como os Joy Division. Penso que foi a música deles que nos inspirou a pensar que nos poderíamos expressar de forma mais completa."
Em 1985 os ITN mudaram-se da editora Paragon para a NER dos Death In June.
"A Paragon nunca foi uma verdadeira editora. Era mais um veículo para nós produzirmos em massa e editar a nossa música. Sendo a razão inicial uma crença apaixonada de um certo Marcus Featherby pelo nosso trabalho artístico, a nossa atitude e finalmente a nossa forma de expressão através da música. A ligação com a Paragon nunca foi mais do que uma amizade e uma forma de compreensão."
A NER editou o 12" Sonority. A banda também contribuiu para a colectânea da editora e depois mudámos de novo. A guitarra convencinal e baixo foram abandonados pelo desejo dos ITN por meios mais criativos com os quais queria produzir a sua música. Nigel parou de tocar notas no seu baixo, preferindo o som criado por um deslizar de arco contra as cordas e tocando assim através de um efeito fuzz. Klive começou a ir a perfomances da Sheffield Philharmonic Orchestra, o que o fez despertar para a possibilidades de utilizar tonalidades clássicas na música dos ITN. O 12" Sonority mostrava já os primeiros passos destas novas influências. Apesar do sucesso artístico do single, a qualidade do som era desapontadora. A sua pesquisa para ultrapassar inicialmente as tecnicidades conduziu-os a Snake, que consequentemente foi o engenheiro de som de Temper, o seu primeiro trabalho para a nova editora Sweatbox.




Empurrados pelo sucesso de Temper, Klive e Nigel definiram mais claramente um caminho que prosseguiram, enquanto Ann Bennet partiu para prosseguir com o seu próprio projecto Fabricata Illuminata, que na verdade nunca chegou a arrancar.
"A separação foi amigável entre todos nós. Os estilos musicais diferenciados são evidentes no EP Temper onde todos nós escolhemos contribuir com faixas separadas durante a fase de gravação".
Continuando como um duo, os ITN desvendaram então o seu primeiro trabalho de longa duração na Sweatbox.
"Atingimos definitivamente o ponto que desejávamos para nos exprimirmos através de música onde onde não tínhamos então qualquer constrangimento devido a limitações de conhecimento sobre como criar os sons que queríamos. Assim, tivemos mais liberdade para experimentar e encontrar o nosso "próprio" som. As influências das audições de música clássica, descobrindo compositores como Bartok, Schostakovich e Bruckner deram-nos uma nova vitalidade e inspiração para tomarmos a direcção que desejávamos. Eu não vejo que essa alteração tenha sido feita de modo intencional, foi mais uma progressão natural e uma procura da perfeição."
Os cantos búlgaros influenciaram também a turbulência da faixa-título e também o conto sombrio que é The Outsider e nas forças retemperadoras de Workcorp. Twins é um álbum de muitas e agudas voltas e revoltas, ideias deitadas cá para fora, conduzindo o ouvinte para a frente e para trás através de canções que não só mostram uma mestria agressiva da percussão, mas também as próprias personalidades de Klive e Nigel Humberstone. Muitos dos arranjos de Twins trouxeram para a visibilidade a inclinação dos ITN por formas clássicas.
Em 1987, os ITN foram reforçados pelo tamborista militar Q. Trinity, um 12", foi editado pela Sweatbox em Maio deste ano. Este excelente disco foi um sucesso total. O poder e a emoção da música é intensificado por letras anti-guerra, impressas em inglês, alemão e francês e narradas pela vocalista Dolores Marguerite C. O passo seguinte dos ITN envolvia a tarefa de compôr uma banda sonora para um filme não realizado, Stormhorse. A sua mestria quer nos instrumentos sintetizados quer nos instrumentos reais, assim como os arranjos clássicos produziram uma autêntica obra de luxo. Enriquecida novamente por Q. e por Dolores, a força e a identidade de tais peças musicais como Miracle Of The Rose e Counterpoint eram tais que quase temos a certeza que a banda sonora engradeceria o filme se este fosse realizado. Stormhorse é por direito próprio uma obra clássica e assim ficará por muito tempo, uma obra-prima de arranjos tecnológicos e instrumentais combinados.
O resto do ano de 1987 viu ainda ser editado o mais conseguido dos trabalhos em 12" dos ITN, Compulsion, que dispara no arranque e não mais pára para olhar para trás. A maré em ebulição dos tambores militares empurra os calcanhares que cavam no chão. Tendo refinado as suas capacidades durante a digressão que empreenderam, os manos Humberstone voltaram ao estúdio para gravarem e produzirem Koda. Partindo de imagens de mistérios antigos com títulos de canções como Rites e Scherzo, Koda baseia-se nos avanços tecnológicos de Stormhorse e na emotividade poderosa de Compulsion. Então, de forma inesperada, a Sweatbox colapsou.
"Sofremos a um nível pessoal, porque a nossa parceria com Rob Deacon da Sweatbox era baseada na amizade, nunca foram assinados quaisquer contratos. Começámos a nossa era na Sweatbox com o mesmo interesse e ideias sobre a música, e era essa a nossa ligação. Assim, quando a Sweatbox teve de acabar ficámos bastante tristes sobretudo porque a visão que a editora tinha criado também tinha chegado ao fim.
1989 viu os ITN assinar pela Third Mind Records e editar aí o seu álbum LÉsprit e o EP Sesudient. Ambos estavam originalmente planeados para formar um duplo álbum na Sweatbox. Foi o seu trabalho mais refinado e clássico até à data, as composições exibiam um novo nível de sofisticação. A mestria dos ITN cresceu no que respeita ao tom orquestral a cor deu a LÉsprit momentos de beleza enternecedora, sobreposta com a agressividade habitual da percussão militar. Sesudient é cantado em francês e tem uma qualidade emotiva sedutora.
"Para nós a voz é apenas mais um instrumento, uma nova camada de som, a mensagem está na emoção".
Os In The Nursery tocaram muitas vezes pela Europa fora em 1991, como forma de promover o seu quinto álbum, Sense. Sense reafirma os ITN como mestres dos sons poderosos e inspiradores. Desde a abertura do órgão conduzindo a uma parede de percussão e carrilhões, reconhecemos de imediato a marca da perfeição que sempre caracterizou os ITN.
Um novo álbum, Duality, foi já entretanto gravado e está para a sair em Junho deste ano pela Third Mind.
 







Sem comentários:

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...