follow me on Twitter

Post Aleatório

A Carregar...
Gadget by The Blog Doctor.

12.3.15

Memorabilia: Revistas / Magazines / Fanzines (46) - Die Neue Sonne - Nº 1 - Março de 1988


Die Neue Sonne
Nº 1 - Março 1988
24 páginas p/b
Tiragem: 100 exempl.
Venda: directamente, o fanzine custa 100$00. Através dos CTT, custa mais 30$00




Espectador
Caro Dead Johnny:
Estou no Porto. Nem vento, nem nevoeiro, nem florestas! Só luz e mau cheiro. Tudo vive imbecil e cansativamente estereotipado. Reivindicam-se uns aos outros. Trituram-se estupidamente como numa máquina infernal, digna de Kafka, tendo, enfim, consciência de que as opções não são só deles. Hoje um, amanhã outros. Sorriem também ao som de umas canecas de cerveja.
O cigarro continua a diluir-se entre os dedos. Sangue entre cabelos derramados à frente da alma. Agonizo. Esmago uma bruxa entre lábios...
Já em Braga. Ciclo vicioso, enfim! Mas o ciclo repete-se a menor velocidade. Palhaços ou belos actores?... Aqui ainda se vai no primeiro acto; ainda as ameixas são virgens... Dorme-se com a melodia dos corações torturados. O novo sol já não é elitizado. Ah! Ah! Ah! Agrada-me isso. Adoro ver-me furioso, sem saber o que fazer. Sabias que hoje apetecia-me matar-ta?
Afinal, somos apenas heróis. E assim teremos que morrer putrefactos...

DIE NEUE SONNE Nº 1... Março 1988...
Rua Dr. Alberto Cruz, 50 - 4700 Braga..
Aceitamos colaboração, sob a forma de artigos, fotografias, comentários a concertos, críticas a discos, artigos ou opiniões. Ah! Também podem enviar BD's... Colaboram neste número: Jorge Álvares Pereira; Carlos Vieira; Celina Parente; Abel Raposo e José Cruz. Montagem gráfica: Jorge P.
Este número é dedicado à Celina P.

Bourbonese Qualk (entevista / lista de perfomances / artigo)
Mão Morta
Luxúria Canibal
Gogol 1er et La Horde
E assim vão as coisas (notícias)
The Sisters of Mercy
Editorial-1
Intenções
Metal on Metal - Berlin - Einstürzende Neubauten,...
Arte Toal - Arte Nova - LAYLAH
Eyeless In Gaza (entrevista + discografia)
Nick Cave - A minha vida é a caixa de um morto

Editorial-1
Intenções
Die Neue Sonne, aliás O Novo Sol, um nome para um projecto que não é arrojado, nem o quer ser. Também não se trata de uma simples manifestação geocêntrica!... É apenas um fanzine, transfusão escrita de um outro movimento pessoal que engloba vias como a radiofónica; a de contactos com outros fanzines estrangeiros, bem como com editoras independentes; uma paixão irreprimível pela música com qualidade e a ânsia fria de divulgar trabalhos honestos e de satisfazer muitos potenciais leitores que, como eu, gostam de muitas bandas que, classificadas de "underground" ou "anti-comerciais" nunca verão a luz que outras possuem. E ainda bem!...
Não queremos rótulos, porque eles são sempre limites básicos. E se no meio de tudo, ainda surgirem casos deslocados, é porque ou os artigos foram escritos há já algum tempo ou porque as bandas em questão já nos disseram e acabam por nos continuar a dizer muito!
O fanzine já tem outro número à venda; é aperiódico e não reclama nada. Se tivéssemos dinheiro, criávamos mas era uma editora independente, mesmo que sob a forma de cassetes e de compilações. Mas como somos uns tesos...
No terceiro número, estamos a pensar em "radicalizar" um pouco mais o DIE NEUE SONNE, e estamos a pensar em contar com artigos sobre Big Black, Butthole Surfers, a história dos Birthday Party, Wise Blood, mas ainda passagens também pelos Godfathers, Waterboys e Swans (tudo isto são ainda hipóteses...). Contamos ter uma entrevista com os Pop Dell'Arte e passagens pela música belga (Klinik, Noise Gate), pela francesa (Dick Tracy, Jad Wio) e finalmente ou pela espanhola (Siniestro Total) ou pela brasileira (Plebe Rude). Participem...
Contamos publicar em todos os números, uma página com notícias e informações; uma outra com críticas e comentários à actividade e endereço de várias editoras independentes interessantes, para que no caso de vos interessar, possam conhecê-las e mandarem vir discos ou catálogos... Claro, há ainda sempre espaço para outras coisas que venham a surgir por nossa iniciativa ou que vocês apresentem. Não há espaço para inibições...
Quanto à venda do fanzine, vai ser feita de mão em mão em relação aos amigos, colaboradores e pessoas e amigas, e quanto aos interessados que não estejam nestas condições, vamos tentar colocá-lo nalguns pontos de venda mais interessantes (se possível poucos!) em Braga, no Porto e talvez em Lisboa.
Não fazemos assinaturas pela simples razão de nunca sabermos se o próximo número sai ou não!!!




Sem comentários:

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...